terça-feira, 26 de julho de 2011

Discrepância entre as normas NBR 6023 e NBR 14724

Outro dia fui criticado por um colega de trabalho, por ter escrito em um material de aula:
As referências devem ser digitadas com espaço simples e separadas por espaço duplo entre elas, ou seja, na continuidade de uma referência, utilize espaço simples, ao mudar de referência (outra obra, por exemplo), dê um espaço duplo.

A crítica que ouvi foi que, segundo a Associação Brasileira de Normas Técnicas (2011), as referências devem ser separadas entre si por espaço simples.

Tenho a dizer o seguinte: o espaço simples entre uma referência e outra é o que determina a NBR 14724, que trata da apresentação de trabalhos acadêmicos, válida desde 17.04.2011.

Entretanto, segundo a Associação Brasileira de Normas Técnicas (2002), as referências são alinhadas à esquerda, em espaço simples e separadas entre si por ESPAÇO DUPLO. Isto é o que diz a NBR 6023, que trata das referências.


Como a NBR 14724, embora tenha sido reeditada em 2011, NÃO SUBSTITUI a NBR 6023, pois elas são complementares; quando escrevo uma lista de referências, acredito que devo obedecer a NBR 6023, pois é ela quem trata das referências.

Para concluir, mantenho meu posicionamento: embora reconheço que há discrepância entre a NBR 6023 e a NBR 14724, visto que, enquanto a primeira diz que as referências devem ser separadas entre si por espaço duplo, a segunda diz que as referências devem ser separadas entre si por espaço simples, eu escrevo as referências com ESPAÇO DUPLO entre elas, como manda a NBR 6023.

Lembro ainda que o espaço duplo é entre uma referência e outra, pois na mesma referência não há discrepância, pois ambas as normas dizem que o espaço, neste caso, é simples.


REFERÊNCIAS



ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6023: Informação e documentação – Referências - Elaboração. Rio de Janeiro, 2002.


ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 14724: Informação e documentação – Trabalhos acadêmicos – Apresentação. Rio de Janeiro, 2011.

Um comentário:

Patrícia disse...

E entre uma discrepância e outra, uma intervenção de colega e outra, a gente vai vivendo...de corrupção, de leis que não são cumpridas ou são interpretadas a bel prazer e a roda roda e o mundo gira...
Beijos e queijos mineiros.
Patrícia