quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Webquest na prática pedagógica

O uso de Webquest na prática pedagógica é o que venho pesquisando.
Para quem não conhece, uma Webquest é uma pesquisa orientada. Trata-se de um recurso digital no qual o professor dá ao alunos todas as orientações para a elaboração de um trabalho escolar.
As partes constitutivas de uma Webquest são:
Introdução: nela o professor expõe para os alunos o tema do trabalho, traz alguns referenciais teóricos e mostra ao aluno de que se trata o assunto a ser pesquisado. É uma espécie de ambientação ao tema.
Tarefa: o professor diz aos alunos o que deve ser realizado. É interessante que o professor proponha tarefas desafiadoras. Por exemplo: se o aluno vai pesquisar sobre um assunto teórico, é importante que o professor proponha na tarefa que o estudante faça comparações entre autores e/ou conceitos estudados.
Processo: neste tópico o professor explica para o aluno como o trabalho deve ser realizado. Se é individual ou em grupo (neste caso, de quantos alunos). O que deve ser escrito, quais as partes constitutivas do trabalho a ser entregue, entre outras informações.
Avaliação: é relevante que o professor diga como o trabalho será avaliado. O estudante precisa saber de antemão o que deve ser feito para se alcançar o conceito ou nota máxima, quais aspectos do trabalho o professor vai observar e como serão pontuados cada aspecto.
Fontes de informação: aqui o professor dá alguns caminhos a serem seguidos para elaboração do trabalho. Apresenta-se os principais autores que servirão de referência e alguns links da internet onde poderão ser obtidas mais informações.
Conclusão: é um fechamento da Webquest. Deve ser realizada uma ligação com a introdução e a razão do trabalho.
Créditos: quem elaborou a Webquest e os materiais utilizados para tal.

Temos um grupo de pesquisa na Faculdade Senai de Florianópolis investigando práticas pedagógicas com o uso de Webquest. Para tal, foi construída uma plataforma onde os professores estão inserindo Webquest.

Visite nossa plataforma:
http://webquest.ctai.senai.br

Em breve falarei mais sobre Webquest.

Um comentário:

Patrícia disse...

Caro Eli,
Este trabalho valoriza o profissional que está em constante formação e amplia o horizonte do aluno de modo que ele saiba utilizar as ferramentas tecnológicas de modo sábio.
Em tempo: É uma pena que muitos profissionais da Educação ainda tenham "medo" e distanciamento em relação às novas tecnologias.
Um abraço das serras de Minas.
Patrícia - uma mulher cansada.