domingo, 1 de setembro de 2019

Um convite à humildade e tolerância

Reproduzo a seguir o discurso que fiz na formatura de meus alunos do Curso Superior de Tecnologia em Análise em Desenvolvimento de Sistemas, no dia 31/08/2019, quando tive a alegria de ter sido paraninfo e homenageado pela turma.


Boa noite a todos e  a todas.
“O meu respeito de professor à pessoa do educando, à sua curiosidade, à sua timidez, que não devo agravar com procedimentos inibidores, exige de mim o cultivo da humildade e da tolerância” (FREIRE, 1996, p. 67).

Essa frase não é minha. Quem me dera fosse. É de Paulo Freire, no livro Pedagogia da autonomia. Linda essa palavra “autonomia”. A gente educa para que a pessoa humana se transforme em sujeito de si. E não se educa sem AMOR.
Vocês, formandos, que saem do SENAC como tecnólogos em análise e desenvolvimento de sistemas, não se esqueçam desta palavra: AMOR.

E já que estou falando em sistemas, sei que vocês estudaram lógica de programação aqui no curso.  Do ponto de vista filosófico, lógica tem um sentido mais amplo: é um conjunto de normas que conduzem nosso pensamento.

Convido vocês para, a partir de agora, sempre que tiverem que tomar uma decisão lógica, ou seja, baseada em normas, lembrem-se  de que à lógica duas outras questões devem vir à tona: a estética que são as ideias que guiam seus sentimentos e a ética, que são os ideais que conduzem seus comportamentos.

Portanto, decisões normativas, ou lógicas, devem ser tomadas com sentimentos (a estética) e dotadas de bom comportamento (a ética).
Decisões infelizes se baseiam somente em normas ou sentimentos, perdendo de vista a tríade lógica, ética e estética.

Voltemos então à questão do amor: quando olhar para quem está ao seu lado, não se preocupe com sua cor, seu credo, sua condição financeira ou seu status. Olhe para o lado humano.
Retomando o mestre Paulo Freire: convido-os a cultivar a humildade e a tolerância, sem perder a alegria, a perseverança e a vontade de viver em um país mais humano e mais fraterno.

Parabéns! Saúde na nova empreitada e muito sucesso aos formandos.
Prof. Eli Lopes.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 29. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

Um comentário:

Anônimo disse...

Bem legal, professor!