quinta-feira, 7 de julho de 2011

Voltando à Taxonomia de Bloom

A Taxonomia (também escrita como Taxionomia) de Bloom trata de classificar os objetivos educacionais (BLOOM et al, 1972).
Muito criticada por alguns profissionais da Educação, acredito que a taxonomia, por si só, realmente pode não ter sentido.

Entretanto, em currículos baseados por competências, creio que seu uso é muito útil, desde que cada professor, ao elaborar as competências e habilidades que o aluno deve adquirir ao longo do curso, esteja atento à classificação taxonômica da habilidade que o aluno deve demonstrar e que, principalmente, todos os professores tenham um mesmo entendimento do significado de cada verbo utilizado e do domínio cognitivo que o aluno precisa demonstrar para atingí-lo.

Abaixo retomo, de forma muito simplista, os seis domínios cognitivos definidos por Bloom et al (1972). Acho que vale a pena ler com bastante carinho a obra de Bloom e pensá-la nos dias de hoje, aliada à construção de um currículo por competências.





1 CONHECIMENTO
O aluno armazena em sua memória as informações, idéias e princípios na forma
em que lhes foram apresentados.
. Definir
. Descrever
. Identificar
. Listar
. Rotular
. Nomear

2 COMPREENSÃO
O aluno inicia o processo de entendimento, no qual traduz, compreende ou interpreta as informações. Nesse nível ocorre o entendimento de conceitos.
. Traduzir
. Explicar
. Resumir
. Ordenar
. Diferenciar

3 APLICAÇÃO
O aluno deve ser capaz de aplicar os conceitos adquiridos na resolução de problemas.
. Resolver
. Aplicar
. Construir
. Desenvolver

4 ANÁLISE
O aluno deve tornar-se apto a distinguir e hierarquizar os conceitos adquiridos.
. Analisar
. Classificar
. Comparar
. Deduzir

5 SÍNTESE
Neste nível o aluno deve ser capaz de gerar idéias de modo a formar novas estruturas.
. Planejar
. Propor
. Elaborar
. Formular
. Modificar

6 AVALIAÇÃO
O aluno deve fazer julgamentos e realizar escolhas baseadas em argumentos pré-
determinados.
. Julgar
. Argumentar
. Comparar
. Contrastar 
BLOOM et. al. Taxionomia dos Objetivos Educacionais. Porto Alegre: Editora Globo, 1972.

Um comentário:

Patrícia disse...

Adorei o post! Resumido, objetivo e esclarecedor. Obrigada por tratar do assunto que muitas vezes, nós professores,deixamos de lado por tantos afazeres etc e tal.